Historiador Rafael Dantas ministra palestra no Museu Eugênio Teixeira Leal

Intitulada “Personagens da Independência do Brasil na Bahia: estética e representação nos selos brasileiros”, a palestra faz parte da exposição comemorativa do Bicentenário da Independência. O evento acontece no Cineteatro Góes Calmon, localizado no Museu Eugênio Teixeira Leal, no dia 18 de agosto, às 15h. A entrada é gratuita.


Sobre Rafael Dantas



Formado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Rafael Dantas é historiador, professor e pesquisador na área de cultura material, artes plásticas e iconografia, com ênfase na divulgação da cidade de Salvador e Bahia no Brasil e no mundo, durante os séculos XIX e primeiras décadas do século XX. Também é consultor de assuntos históricos, culturais e políticas públicas; e colunista em diversas revistas e jornais baianos sobre patrimônio, história e turismo.


Na área de audiovisual participa, e já colaborou como historiador convidado ou consultor, em diversos programas, séries, documentários, jornais e telejornais na TV Globo, Canal Futura, Fundação Roberto Marinho, TV Bahia, Jornal Correio, A Tarde, CNN, entre outros, discorrendo sobre a história de Salvador, da Bahia e do Brasil. Também colaborou na organização e divulgação das campanhas e projetos visuais sobre o turismo baiano. É consultor de Iconografia e Artes Plásticas, com especialidade no século XVIII e XIX.


Entre as instituições que já apresentou trabalhos e atuou como professor convidado e palestrante, destacam-se a Universidade Federal da Bahia (UFBA), UNIJORGE, Museu de Arte da Bahia, Museu Carlos Costa Pinto, Teatro Castro Alves e Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB).


Sobre o Museu Eugênio Teixeira Leal


Localizado no Pelourinho, o Museu Eugênio Teixeira Leal completou 37 anos em 2021, prestando relevantes serviços socioeducativos e culturais à Bahia, através do desenvolvimento de ações integradas, e de modo interdisciplinar, pelo seu Arquivo Histórico, Biblioteca Innocêncio Marques de Góes Calmon, Cineteatro Francisco Góes Calmon, Galeria Francisco de Sá, Galeria Prof. José Calasans e Laboratório de Conservação Frank Sá.






18 visualizações0 comentário